Friday, October 06, 2006

Há Quem Sofra...



foi um telefonema a meio da tarde...

de muito muito longe,

de alguém que se lembrava de mim
apesar de tudo...

de uma gentileza absolutamente incomum...


talvez nunca como hoje tenha sentido isto.

Já o pensei, sem o ter sentido.


Hoje, por este nosso mundo
há quem prefira viver noutro,
sem dores
nem fome
nem tendo a morte como sua enfermeira.


Hoje compreendo que os heróis
são os que sofrendo,
sorriem…
e não os outros,
que sorriem por se terem furtado à dor.


Há mais herói na dor profunda.


O mais implacável dos meus inimigos
é a carne que me suporta.

E, há quem não escreva mas tenha muito para ensinar.
Que Deus dê força a todos estes fortes que,

hoje,

lutam contra a fraqueza do homem que são,
a sua corporeidade,

circunstância,

enfim, o ser de que são feitos.

Que hoje e sempre o Divino fortaleça os que neste mundo
não têm o mundo que merecem.


um grande abraço a quem nunca lerá isto que para si escrevi.

1 comment:

weee said...

É por essas e por outras que, sempre que vou ao médico, saímos os dois a rir!

De que vale vivermos do choro? Quando o meu irmão me diz "Outra? Não sabes arranjar doenças de gente? Normais?", eu respondo algo que o fará rir às gargalhadas.

A vida é para sorrir :)