Wednesday, March 12, 2008

1. Na frase «Era um Inverno chuvoso e frio, sobretudo no alto da serra.», qual é o sujeito?
A. um Inverno
B. não tem
C. chuvoso e frio
D. indeterminado
E. um Inverno chuvoso e frio

2. Diga qual a forma incorrecta do superlativo absoluto de «magro».

A. macérrimo
B. magrérrimo
C. magríssimo
D. muito magro

3. Uma das seguintes palavras não se relaciona com as demais, quanto ao sentido:

A. mear
B. meão
C. meado
D. medão

4. Qual o substantivo colectivo que se encontra correcto nas seguintes frases?

A. o conjunto de cabras é uma manada
B. o conjunto de maltrapilhos constitui uma farândola
C. o conjunto de ovelhas é um fato
D. o conjunto de búfalos é uma cáfila

5. «Ter olho de boi marrão» quer dizer:

A. ter os olhos fixos num alvo
B. ter os olhos baixos e pesados
C. ter os olhos esbugalhados
D. ter os olhos fechados

6. O natural de Seia é um:

A. seião
B. seiano
C. senense
D. seiês

7. Qual dos seguintes verbos não é defectivo?

A. precaver
B. aguerrir
C. banir
D. colorir
E. poluir

8. Numa das seguintes frases existe um erro de ortografia:

A. É preciso que ele averigúe o caso.
B. Ele não influi nas decisões como outros influiem.
C. Julguei que fôsseis mais corajosos.
D. Julguei que ele fosse mais estóico e viesse de comboio.

9. A expressão latina «verbi gratia» significa:

A. dêmos graças
B. falar muito
C. por exemplo
D. demos graças

10. Assinale a frase correcta:

A. O rapaz estava mau humorado e respondeu com maus modos.
B. A aluna interviu brilhantemente.
C. O modelo posou para um grande pintor.
D. O último país onde eu visitei foi a Bulgária.

11. Chama-se «verso de gaita galega» ao decassílabo acentuado:

A. na 2ª, na 6ª e na 10ª sílabas
B. na 2ª, na 7ª e na 10ª sílabas
C. na 3ª, na 7ª e na 10ª sílabas
D. na 4ª, na 7ª e na 10ª sílabas
E. na 4ª, na 8ª e na 10ª sílabas


12. Qual a frase incorrecta?

A. É graças à oração que vós remis os vossos pecados.
B. Se rezasses mais, talvez remisses os teus pecados.
C. Quando rezo, rimo os meus pecados e obtenho a salvação.
D. Se eu me precavesse, não teria tantos dissabores.
E. Como sói dizer-se na minha aldeia, o futuro a Deus pertence.

13. Na frase «Ele chamou-lhe estúpido e malcriado.», como classifica, quanto à função na oração, «estúpido e malcriado»?

A. complemento objecto directo
B. atributo
C. nome predicativo do complemento objecto directo
D. nome predicativo do complemento objecto indirecto
E. complemento objecto directo pleonástico

14. «Ir talhando belgas» é uma expressão popular que quer dizer

A. ir depressa
B. ir devagar
C. ir cauteloso
D. ir cambaleante

15. Na frase «Maria parecia alheia a tudo quanto a rodeava.», como classifica, quanto à função na oração, «a tudo quanto a rodeava»?

A. nome predicativo do sujeito
B. complemento nominal
C. complemento circunstancial de lugar
D. nome predicativo do complemento objecto directo

16. Escolha a forma correcta do pretérito imperfeito do conjuntivo, na 3ª pessoa do singular, do verbo «prazer»:

A. prouzesse
B. provesse
C. prazisse
D. prouver

17. Como classifica, quanto à classe de palavras, «como» na frase «Dize-me como vais para casa.»

A. pronome interrogativo
B. advérbio de modo interrogativo
C. conjunção comparativa
D. conjunção concessiva

18. Na frase «Quem lhe disse a você que quero este móvel?», qual a função de «a você»?

A. complemento objecto directo
B. complemento objecto directo pleonástico
C. complemento objecto indirecto pleonástico
D. nome predicativo do complemento objecto indirecto

600 comments:

1 – 200 of 600   Newer›   Newest»
Zé Pedro said...

Não parece difícil...

Como vou ter de ausentar-me, saindo dos locais onde tenho as máquinas, só voltarei em cima do fds.

Até lá vou tentar resolver o teste sem livros.

Anonymous said...

Boa tarde.

Alguém me pode esclarecer acerca da pergunta 5 que pede o significado da expressão "Ter olho de boi marrão"?

obrigado. Terei todo o prazer em ajudar nas outras perguntas. Boa sorte.

joãocosta

Maria said...

Também sou um(a) dos 405 Candidatos...
Porquê 14:00?
Só 6ª-feira conseguirei chegar a uma biblioteca...
Até lá também vai ser trabalho sem rede...
H. Maria

Luiz Lima said...

Atenção à Pergunta 16.
Acho que é uma próxima confusão com a Comissão.
Podem estar erradas as hipóteses.
Eu tinha (agora, não sei) como 3ª pessoa do Pretérito Imperfeito do Conjuntivo de Prazer: ele prazesse ou prouvesse.
Será que na (A) tem Z onde devia ter V?
Será na (B)faltou o U em provesse?

rodrigues said...

ola :)

ja tenho algumas respostas...

2 B
3 penso k é a D
6 C
7 B
8 B
9 C
11 D

E em relaçao à 16.. acho k tem erro..
o correcto é : Prouvesse

Anonymous said...

Caro rodrigues,

permita-me discordar da sua resposta à pergunta 7. Não seria antes a resposta E?

joãocosta

rodrigues said...

1 B ?
13 D
18 C

Luiz Lima said...

Já perguntei à Comissão:

Senhores Membros da Comissão Técnico-Científica,

Anda faltam 5 dias para ser respondido o teste de classificação e não estou a afirmar, neste primeiro momento, que estejam erradas as opções de resposta à Pergunta 16.
Porém, peço-vos examiná-las e confirmá-las, naquilo que pode ter sido apenas um erro de digitação, de impressão, de revisão, uma vez que conflitam com o indicado como correcto (a priori) pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, como se vê abaixo.
Esta solicitação é no sentido de, se realmente houve uma falha, possa essa douta Comissão emitir comunicado gereal, em tempo hábil, evitando gerar futuros pedidos de revisão, contestação, etc.
Cordiais saudações,

Luiz Hygino da Cunha LIma
Concorrente CLP2233.

prazer - verbo
Conjuntivo - Pretérito
imperfeito
-
-
prazesse / prouvesse
-
-
prazessem / prouvessem

Anonymous said...

Boa tarde,
Gostaria de agradecer mais uma vez a disponibilidade oferecida pelo "nosso" anfitrião.

Também não me parece demasiado complicado....

Em relação à questão 16, sou da opinião que existe um erro, conforme referido.

A resposta à questão 7 é E.

Não faço ideia nenhuma da resposta da 14.

Até breve

Anonymous said...

Luíz Lima,

Acho que a pergunta 16 têm uma "gralha".

Não é provesse mas sim proUvesse. A resposta certa deveria ser a "B"


Veja-se:
http://www.revisoeserevisoes.pro.br/lng/pt/gramatica_verbo_prazer.php

eeuseila

Anonymous said...

mais umas dicas ...

a pergunta 1 tenho dúvida entre a A e B

na questão 3 a resposta parece-me D

não me parece que consigam desempatar com este teste....terá a sua graça!

bem hajam

Anonymous said...

A pergunta 16 obviamente que tem um erro. É verdadeiramente anedótica, esta CTC. Nem no suposto último teste conseguem fazer uma coisa sem erros.

Também achei piada a não haver nenhum teste para descobrirmos os erros, assim não se arriscam a mais polémica.

No fim-de-semana ponho aqui as minhas respostas, agora vou pesquisar.

Boa sorte para todos.

Miguel

Grace said...

Para já as minhas respostas são as seguintes, mas ainda tenho algumas dúvidas :
1 - A
2 - B
3 - D
4 - B
5 - ? ainda não encontrei
6 - C
7 - E
8 - B
9 - C
10 - C
11 - D
12 - C
13 - D
14 - ? ainda não encontrei
15 - ?? estou com grandes dúvidas
16 - a gramática de referência (p. 430) indica prouvesse ora esta hipótese não está.
17 - B
18 - C

Vou tentar esclarecer as dúvidas.
a 15 está a massacrar-me a cabeça porque o verbo parecer pede predicativo do sujeito que penso seja "alheia", não me parece que a mesma frase possa ter predicativo do sujeito e nome predicativo do compl. directo, pelo que elimino a A e a D. resta-me B e C. Vamos ver!

Grace

Professora Isabel said...

CA ESTAMOS! Vou agora olha para ele pela primeira vez. Já comunico.

Boas pesquisas!

Grace said...

para a 15 encontrei esta quadra:

Todo o boi que é marrão
tem o olho carrancudo ;
quando está coa mosca,
vai o fueiro e vai tudo! . . .

http://aeavanca.hopto.org/docs/oegas/10anos/jornal_6.pdf (p. 7 do PDF)

Será que remete para a B?

Grace

Carlos said...

Amigos,
Concordo quase totalmente com a Grace nas suas respostas e dúvidas.
A única que não concordo é a primeira que penso que é a B. A frase não tem sujeito. Vide página 131 da Gramática de referência.
ABÇs e BJs
CC

Grace said...

Carlos a 1 é realmente a B

e a 15 é B ver p. 140 da gramética de ref.

grace

Professora Isabel said...

Sói?
Remi?
Parece chinês :D
Belas aprendizagens vou eu fazer com este teste!

Anonymous said...

Será que alguém que tenha a gramática de referência pode transcrever o que lá se encontra relativo à primeira pergunta?

obrigado

joãocosta

Grace said...

Professora Isabel,
trata-se dos verbos remir e soer

Grace

Grace said...

João,

na p. 131 aparece o seguinte:

Oração sem sujeito:
f) com o verbo ser, na indicação do tempo em geral.
exemplo: Era invernona certa no altosertão.

Grace

Grace said...

corrijo o exemplo: Era inverno na certa no alto sertão.

Anonymous said...

Continuo indeciso quanto à primeira pergunta. Grace, posso estar a dizer mal, mas creio que neste caso a frase é o mesmo que dizer que o inverno era chuvoso e frio, logo seria a resposta A.

joãocosta

Professora Isabel said...

Cá vai o pouco que tenho, porque ainda nao tenho comigo a Gramática:

1B
2B
3D
4B ou 4C
5 Não faço a mais pálida ideia.
6C
7C ou 7E Ainda não vi a Gramática
8B
9C
10C
11D??
12B
13 A Gramática faz mesmo falta...
14 Não faço a mais pálida ideia.
15 Ai a Gramática...
16 Encontrei um prazesse e um prouvesse, e agora?!
17 DIZE-ME?! Gramática querida...
18C

E pronto.

Professora Isabel said...

Grace, qual é o seu erro na 12C?

Grace said...

João, esse também foi o meu 1º raciocínio, mas seguindo a gramática o que aqui define, penso eu, é o facto de se tratar do verbo ser e de se tratar da indicação do tempo em geral. Também me parece que se inverno fosse sujeito, ficaria melhor "o" inverno e não "um".
Vamos esperar pela opinião de outros colegas.

Grace

Carlos said...

«ORAÇÃO SEM SUJEITO -pag130
Não deve ser confundido o SUJEITO INDETERMINADO, que existe, mas não se pode ou não se deseja identificar, com a inexistência de sujeito.
Em orações como as seguintes:
Chove. Anoitece. Faz frio.
interessa-nos o processo verbal em si, pois não o atribuímos a nenhum ser.
Diz-se, então, que o verbo é IMPESSOAL; e o sujeito, INEXISTENTE.
Eis os principais casos de inexistência de sujeito:
.
.
.
d) com o verbo ser, na identificação do tempo em geral:
Era Inverno na certa no alto sertão.
Era por altura das lavouras»
Portanto, não há dúvidas: 1B
ABÇs e BJs
CC

Anonymous said...

Obrigado pelo esclarecimento Grace. Esperemos então por mais opiniões.

joãocosta

JLnm said...

12 - C

está RIMO em vez de REDIMO

...penso eu de que...

Anonymous said...

Obrigado também a si Carlos.

joãocosta

Grace said...

Isabel, parece-me que não é rimo, mas sim redimo.

o verbo remir, no presente, é redimo.
dic de verbos Porto Editora p.674

Grace

JLnm said...

4 - C


fato

s. m.,
o número de animais que constituem um rebanho pequeno;

o próprio rebanho;

in Priberam

Professora Isabel said...

É que tem toda a razão Grace!

Professora Isabel said...

farândola

substantivo feminino
JLnm:

Farândola

1. dança provençal executada de mãos dadas;

2. popular bando de maltrapilhos; farrapagem; súcia;


(Do prov. ant. farandoulo, «id.»)

E agora?!

Carlos said...

Professora Isabel
Na 12c o erro está no rimo. Deveria estar redimo.
Todas as outras frases estão correctas.
BJs
CC

Professora Isabel said...

fato
Fato:

substantivo masculino


1. vestuário masculino constituído por calças, casaco, e por vezes colete, geralmente do mesmo tecido;

2. vestuário feminino composto de saia, calças ou vestido e casaco;

3. roupa exterior; traje; vestuário;

4. rebanho; manada;

5. vísceras abdominais dos animais;

fato de ver a Deus o melhor fato, roupa domingueira;


(Do ár. hatu, «peixes; cardume»)

Os dois in Infopédia.

Grace said...

JLnm,

na gramática de ref. ,p.179

fato: conj de cabras
farândola: conj. de ladrões, de desordeiros, de assassinos, de maltrapilhos, de vadios.

Assim parece-me que a correcta seja 4- B

Carlos said...

Amigos,
Quanto à 4,penso que é a B, sem dúvida
Na gramática de referência, na página 179, tem fato como colectivo de cabras. Não de ovelhas. De ovelhas é rebanho.
Quanto a farândula, consta como colectivo de ladrões, desordeiros, assassinos, maltrapilhos e vadios.
BJs e ABÇs
CC

Carlos said...

Amigos,
Na Gramática de referência consta farândula e não farândola.
Será que é erro, ou gralha. Ou ambas existem. Não tenho o GDLP. Podem confirmar?
BJs e ABÇs
CC

Grace said...

Carlos,
é verdade, mas deve ser gralha. No livro Saber escrever, Saber falar da Edite estrela , aparece farândola: de vadios, maltrapilhos
(p.68)

Grace

rodrigues said...

exacto!
farândula!! hmmm...

JLnm said...
This comment has been removed by the author.
JLnm said...

4 - B

na edite estrela está com "O"

JFF said...

Caríssim@s,
Eis as minhas respostas e dúvidas:

1- B (Gram., pags. 130/131)
2- B (Gram., pags. 258/9)
3- D (GD, 999)
4- B (Gram., 179/180)
5-???
6- C (GD, 1400)
7- E (restantes - precaver - Gram. 445/6)
8- B
9- C
10- C
11- D (Gram., 684)
12- C (Gram., 446)
13- D (Gram., 147)
14- ???
15- ???
16- todas erradas, para já... :)
17- B ???
18- C (Gram., 146)

O estudo seguirá, pelo menos, no fim-de-semana.

JFF said...

No GDLP "farândola" - pág. 672

Grace said...

15-B Gram p.140
17-B Gram p.539

Grace

rodrigues said...

confirmado :)
bgd Grace

Grace said...

5 - apenas encontro a quadra que indiquei em 20.33

14- não encontro nada!

Amanhã continuo a pesquisa, para hoje já chega!

rodrigues said...

Assim sendo...
1 B
2 B
3 D
4 B
5??
6 C
7 E
8 B
9 C
10 C
11 D
12 C
13 D
14??
15 B
16 todas tao mal ^^
17 B
18 C

parece m k ainda nao é desta k eliminam pessoas... so se for com as expressoes k colocam na 5 e na 14..

rodrigues said...

Amanha continuarei as minhas peskisas...
ate amanha..

JFF said...

Na 5 inclino-me para a B e na 14 para a A (talhar: abrir as águas; belgas: pequenos campos cultivados). A rega é uma actividade que exige rapidez, por isso...

Anonymous said...

Provérbio:
Boi sonso, chifrada certa.

...ter os olhos baixos e pesados?

Anonymous said...

boa noite

deixei as minhas dicas às 19h22 e 19h26.

peço desculpa por não me ter identificado...

em relação às respostas e dúvidas apresentadas às 22h18, concordo com tudo...., mas levanto alguns temas de debate:

em relação à questão 4 a minha opção também é B

na pergunta 5 e lendo o verso apresentado pode ser A ou B.

Na questão 12 percebo a explicação mas pergunto se existe a conjugação do verbo remir - remisses - dúvida entre B e C.

Na pergunta 14 sem pesquisa inclino-me para a C, mas gostei da explicação que indica A.

16 só pode mesmo ser uma gralha.

boa sorte e até breve
um dos 405! (HF - Lx)

Carlos said...

HF,
Experimente o link segunte:
http://www.conjuga-me.net/verbo-remir
ABÇ
CC

Anonymous said...

Boa noite a todos. Sou apenas uma curiosa que participa pela 1.ª vez num CLP, apenas para reavivar os meus conhecimentos, que já estavam arquivados há muito tempo.
Não vou à final, não só por ter obtido a pontuação necessária, como também não iria se a tivesse conseguido
Descobri por acaso este blog quando pesquisava a solução para uma pergunta (que não me recordo qual)do 3.º teste, e fiquei presa ao computador.
Para além de relembrar temas já esquecidos, aprendi outros dos quais nunca tinha ouvido falar. Não tive o à-vontade suficiente para entrar no debate...
Estou a tentar resolver este teste precisamente com o mesmo propósito, mas hoje um pouco mais confiante.
Aqui vão as minhas respostas, com algumas dúvidas:

1 - B
2 - B
3 - D
4 - B
5 - A??? (a pesquisar)
6 - C
7 - E
8 - B
9 - C
10 - C
11 - E
12 - C
13 - ??? (a pesquisar)
14 - C(estou inclinada para esta
pelo significado de alhar!!!)
15 - ??? (a pesquisar)
16 - B (se estivesse escrito
prouvesse)
17 - B
18 - ??? (a pesquisar)


H.Maria-II

Anonymous said...

Quiz dizer:
"... Não só por não ter obtido a pontuação necessária, como ..."

H.Maria-II

Anonymous said...

Desculpem as minhas gralhas, mas isto só revela falta de experiência nestas andanças.

Na 14 quiz dizer que estava inclinada para a resposta C pelo sentido do verbo "talhar" (cortar, golpear, etc.)
H.Maria-II

Anonymous said...

Só resistem a 5 e a 14, mas hão-de cair. Para já, aceitam-se sugestões. Quanto ao resto, não se macem mais:
1- B
2- B
3- D
4- B
5- Deve ser a B, mas é preciso confirmar
6- C
7- E
8- B ("influiem", apesar de eu discordar do acento em "averigúem", mas posso estar errado)
9- C
10- B (o correcto é "interveio"; a frase C está para despistar)
11- D
12- C
13- D
14- Inclino-me para a C, porque é a mais lógica, em minha opinião
15- B
16- Nenhuma forma é correcta, como já muita gente disse.
17- B
18- C

Vamos juntar esforços para que ao pessoal totalista que convive neste "valente blog" não seja amputado nenhum membro...

Um abraço a todos

Veesse

Anonymous said...

Veesse:

Permita-me discordar, mas parece-me que a resposta certa para a 10 é a C. Não me parece que a B seja uma rasteira. O verbo está mal escrito, logo, a frase está incorreta.
Será?!!!
H.Maria-II

Anonymous said...

Bom dia

Concordo com todas as respostas.

Efectivamente a 10 é C.

Na 5 inclino-me para A e na 14 para a C.

Um dos 405 (HF - Lx)

Anonymous said...

Veesse:
"averigúe" e "averigúem", levam acento.

Priberam e Infopédia
H.Maria-II

Anonymous said...

Bom dia (HF-LX).
Em resposta à sua dúvida de ontem sobre a conjugação do verbo remir:

remisses é a 2.ª pessoa do singular do pretérito imperfeito do conjuntivo de remir
H.Maria-II

Anonymous said...

Muito obrigado.

Será que se encontra a resposta a 5 e 14 no livro de expressões populares....Alguém que tenha consegue confirmar.

Dicionário de Expressões Populares Portuguesas de Guilherme Augusto Simões

Boa sorte
HF- Lx

Carlos said...

Amigos,
Podemos assentar numa solução-base para a resolução do teste?
Em vez de cada um dar a sua solução?
A solução está sintetizada no post do rodrigues às 22:18 12 Março.
Penso que assim seria mais fácil trocarmos ideias.
Se alguém não concordar com alguma das respostas poderá colocar as suas dúvidas.
Para mim, temos de nos concentrar nas perguntas 5 e 14, que se tivesse de responder agora seriam a 5B e 14C.
ABÇs e BJs

Professora Isabel said...

Concordo e as nossas dúvidas são as mesmas: 5 e 14.

Pesquisemos.

:)

I

Anonymous said...

H.Maria-II

Se não quiser ir ao CCB, responda 10-C. Há muita prosa jornalística que diz "o/a modelo pousou". Sim, pode ter pousado uma peça de roupa em cima da mesa... mas não mais do que isso. Veja o Dicionário da Academia na entrada "posar", o qual nem sequer regista "pousar" o m. q. "posar", porque não é correcto. São os mestres que o confirmam. Pode ser que um dia, à força de tanto marrar, como o boi da 5, o "pousar" venha a ganhar foros de cidadania naquela acepção, como tem acontecido com tantos outros casos. Vá por mim.

Veesse

Carlos said...

Amigos,
Quanto à 10, a b) não é de certeza.
O verbo intervir tem como pretérito perfeito interveio.
A a) é mal-humorado.
A d) deveria ser: o último país que eu visitei foi a Bulgária.
Quanto ao posar, o pretérito perfeito é posou. Agora se o verbo não se aplica, já não sei.
ABÇs e BJs
CC

Anonymous said...

H. Maria-II

Obrigado pelo averigúe(m). Contrariado, mas aceito. "In illo tempore", no tempo das amoras (O tempora, o mores!) escrevia-se com trema para "desfazer o ditongo" (curiosa expressão esta!, parafraseando o Dr. João Bosco). Mas, quando o trema foi abolido, passei a esquecer-me do acento agudo. Pelos vistos mal.

Carlos said...

Veese,
O que está na 10c é: o modelo posou.
Não está pousou.
O termo posar não existe no GDLP?
Esclareça-me, por favor, que eu não o tenho.
ABÇs e BJs
CC

Professora Isabel said...

Atenção Senhores que, ou muito me engano, ou, segundo a pesquisa que estivémos fazendo, a 13 é a C. Vejai nas vossas Gramáticas!

I

JFF said...

A 13 é D, seguramente (Gramática, pág. 147). Não tenho aqui o texto, mas refere expressamente o verbo "chamar".

Anonymous said...

Carlos

Concordo consigo no que toca à concentração de esforços. Já o afirmei antes. Por isso, que as nossas energias se apliquem todas, mas todas, no derrube das perguntas 5 e 14 e no esclarecimento da 16 junto da CTC.
O resto está tudo confirmado, sem margem para dúvidas.
Mas olhe que o post do rodrigues das 22.18 de ontem está errado na resposta à 10. E o meu das 9.22 de hoje também está errado, porque escrevi 10-B quando deveria ter escrito 10-C, como facilmente se percebe pela explicação entre parêntesis e, mais tarde, pelo comentário dirigido a H.Maria-II.

A todos as minhas desculpas.

Veesse

Anonymous said...

Veesee,

por favor pare de confundir as pessoas. Se olhar com olhos de ver para a alínea C da pergunta 10, vai repara que está escrito "posou", e não "pousou".

Ora se a sua tese parte do pressuposto que está escrito "pousou", todas essas suas considerações são desnecessárias.

A resposta à 10 é obviamente a C. Não há qualquer dúvida.

Miguel

Anonymous said...

concordo plenamente.
10C.
13D.

apenas restam a 5 e 14.

na 5 e com base no verso
Todo o boi que é marrão
tem o olho carrancudo ;
quando está coa mosca,
vai o fueiro e vai tudo! . .
não vos parece que a resposta se inclina para a A?

na 14 apenas por intuição e sentido e sem qualquer fundamento penso que deve ser a C.

um dos 405! (HF-Lx)

Anonymous said...

E o posto do rodrigues das 22h18 de ontem, não está errado, como você afirma.

Aparece 10-C

Miguel

Anonymous said...

H. Maria-II

Já pedi desculpas gerais no post dirigido ao Carlos pela confusão que inadvertidamente provoquei com a resposta à 10.
A si, como já percebeu, eu deveria ter escrito: "Se não quiser ir ao CCB, responda 10-B".
As minhas renovadas desculpas, agora pessoais, também pelo facto de, quando escrevi, não me lembrar de que não está apurado/a para a final.
Por esse desportivismo invulgar de estar aqui a discutir com os verdadeiros interessados, apresento-lhe vee(sse)mentes felicitações e agradecimentos extensivos a outros/as que porventura estejam na mesma situação.

Veesse

Anonymous said...

Todos temos direito aos nossos cinco minutos diários de estupidez. Portanto:
1- As minhas desculpas ao Rodrigues, porque a sua resposta está certa (eu "li" 10-B onde está 10-C, essa a origem do "quiproquo");
2- Os meus agradecimentos ao Miguel pela merecida reprimenda, mas espero que acredite que não foi minha intenção confundir as pessoas.
Depois desta singela explicação, o Miguel já deve ter percebido que eu não defendi a tese de que está escrito "pousou". Leia a explicação que dei a H.Maria-II às 10.43 e ficará esclarecido.

Não vamos gastar mais energias com isto.

Veesse

Carlos said...

Amigos,
Agora , para descomprimir, uns momentos de agricultura.
Quanto à pergunta 14, vi algures na net as seguintes definições:
«Apicoar = talhar; desbastar a picareta.
Belga = pequeno campo cultivado; cada uma das secções de um terreno separadas por regos ...»

Deste modo, embora nesta coisas de expressões populares nem sempre o que parece, é, a lógica inclina-me para a c) ou b).

Para se talhar as belgas deve-se ir cautelosamente.

ABÇs e BJs
CC

Anonymous said...

Voltei

Veesse:
Estou aqui convosco por desportivismo é certo, e mesmo que tivesse conseguido a pontuação máxima não iria à final como atrás referi, porque não me sinto segura para tanto.
Quando eu conseguir fazer um teste sem qualquer ajuda, então talvez me disponha a ir.
Por enquanto vou fortalecendo os meus conhecimentos com a v/ajuda.

Já agora, e para terminar - pelo menos pela minha parte - a questão do "posar":

"pousar": pôr, colocar; assentar; descansar;

"posar": tomar uma posição conveniente para ser representado num quadro ou fotografia; servir de modelo;

H.Maria-II

Carlos said...

Amigos,
Tinha enviado um mail à CTC com a questão da pergunta 16.
Acabo de receber o seguinte da CTC:

«CAMPEONATO DA LÍNGUA PORTUGUESA

COMUNICAÇÃO AOS PARTICIPANTES

No enunciado do 4.º Teste (desempate) do Campeonato da Língua Portuguesa a que os concorrentes tiveram acesso, a pergunta n.º 16 apresenta um erro -- a falta do «u» na palavra «prouvesse» -- que inutiliza a chave de hipóteses, exactamente na resposta certa. Por tal facto, fica anulada a pergunta em causa.

A Comissão Técnico-científica»

Assim, está anulada a pergunta.
BJs e ABÇs
CC

Rickix said...

Também sou um dos 405 candidatos e, já que só possuo 14 anos, apenas respondo às primeiras 4 perguntas.

As minhas respostas são as seguintes:

1 - B
2 - B
3 - D
4 - B

Anonymous said...

De Paredes somos Seis:
Após aturadas investigações na Gramática de referência e no Dicionário da PE:
1B
2B
3D
4B
5?
6C
7E
8B
9C
10C
11D
12C
13D
14?
15B
16--
17B
18C
Alguém quer que justifiquemos as opções?
Os Seis de Paredes

Anonymous said...

Para os seis de Paredes:

Ainda não perceberam que andamos todos à procura só das respostas para a 5 e 14?
Que todas as outras já foram aqui resolvidas?

Vejam os posts acima

Anonymous said...

nem mais....nesta fase apenas faz sentido disertar sobre as questões 5 e 14 ou apresentatar justificações válidas que questionem as outras perguntas.... é simples intervir sem contribuir..

em relação às questões 5 e 14 tentei ver se haveria equivalente em espanhol sem sucesso.

pelas definições de talhar parece-me claramente que se relaciona com corte e algo minucioso que implica cautela, levando para a resposta C.

vou tentar aceder ao dcionário de expressões populares....alguém já teve oportunidade de analisar?

boa sorte
um dos 405 (HF-Lx)

Luiz Lima said...

HF- Lx
13 March, 2008 10:18

O Dicionário de Expressões Populares Portuguesas, de Guilherme Augusto Simões, referido no seu comentário, existe na Biblioteca Municipal de Oliveira do Bairro.
Tem alguém que possa ir lá?
Eu só poderei ir, talvez, no sábado, mas se alguém pudesse irantes, já ficávamos a saber se realmente estão lá as expressões.

Anonymous said...

Gente:
A minha vizinha que é uma Srª idosa e que trabalhou sempre na lavoura conhece a expressão "Ir talhando belgas" e foi perentória (novo acordo ortográfico!?) a classificar como:
"ir cauteloso"!!!

mas... e justificar isto? Ainda não consegui encontrar isto em lado nenhum..., mas estou buscando.

Anonymous said...

O meu avô explicou-me que quando se cultiva esse tipo de campos (os belgas), tem que se ter muito cuidado. Porque se for mal feito, o campo depois não é irrigado em boas condições.

Portanto será "ir cautelosamente", ou "ir devagar".

Atenção que esta minha afirmação vale o que vale, não tem qualquer fundamento científico. São apenas as palavras do meu avô...

Miguel

Grace said...

Cáestou novamente e sem novidades.

Em relação à 14 a interpretação da expressão "ir talhando" , que me parece muito alentejana, dá ideia de que se faz algo vagarosamente ou cuidadosaente.
O emprego da forma perifrástica ir+ gerúndio exprime uma realização gradual da acção.

Tal interpretação poderá, merasuposição, remeter para a B ???

Grace

Anonymous said...

Miguel

As palavras do seu avô são sábias.
Havemos de confirmá-las.
Já faltou mais.

Veesse

Bruno Cardoso said...

Boa tarde a todos.
As minhas respostas são:

1-B(?)
2-B
3-D
4-B
5-B(?)
6-C
7-E
8-B
9-C
10-C

Creio que o "boi marrão" irá deixar muita gente para trás...incluindo a mim...

:-(

Confesso que tenho receio dessa pergunta...

Fiquem bem.

rodrigues said...

boas :)

ainda nao encontrei respostas ao k nos falta :(

Anonymous said...

Luis Lima:
Tenho estado toda a tarde à procura de "Expressões Populares" e não encontrei. Desisti com a idéia de amanhã de manhã ir à Biblioteca aqui da minha zona (Cascais). Com esse elemento de procura que menciona, tenho a tarefa mais facilitada.
O Zé Pedro encontrou a solução para a resposta do "Guardanapo" do 3.º Teste no livro: "Os provérbios estão vivos no Algarve".
Vou também tentar procurar através deste
Se não conseguir... paciência.
H.Maria-II

Bruno Cardoso said...

Isto está complicado...
Ainda vamos errar todos o "boi marrão" e não vai ninguém à final.

Ahahah

=)

Anonymous said...

Não se apoquentem porque o Zé Pedro está aí no fim-de-semana/fim de semana, e ele como tem uma "artilharia" de consulta, e certamente que irá dar uma ajudinha, àqueles que querem ir à final.

Espero bem que sim, se até lá, eu não conseguir.
H.Maria-II

Bruno Cardoso said...

(eu até tinha blog e não me lembrava...assim já posso comentar "logado")

=)

H.Maria-II, ok ...eu amava ir à final...

Participei o ano passado pela primeira vez mas não levei tão a sério como este ano, daí o ano passado ter conseguido apenas 37 pontos...

:P

Desejo boa sorte a todos vós!

=)

Anonymous said...

Olá a todos! :o)

Tenho acompanhado as discussões desde o 3.º teste e também fiquei entre os 405.
Tenho pena de não ter tantas oportunidades de intervir quanto desejariã, mas achei que seria importante deixar aqui mais um elemento para reflexão.
A minha mãe, que é natural da região Oeste, disse-me que a expressão "Ter olho de boi marrão" é empregue no sentido de alguém olhar de baixo, meio de lado, sem ter um olhar directo. Daí que eu também esteja inclinada para a resposta B. Mas não é nada científico! :p

G.N.

Bruno Cardoso said...

G.N., também tive algumas pessoas que me disserem mais ou menos isso...
No entanto outras pessoas disseram-me que:
- os bois marram de olhos fechados, (apesar de não fazer muito sentido);
- que os bois quando marram fixam o alvo e não olham em nenhuma direcção...

Estou um pouco confuso...

:P

Bruno Cardoso said...
This comment has been removed by the author.
Bruno Cardoso said...

Quero aproveitar para dar os parabéns ao dono do Blog, o JLnm...
e desde já muito obrigado por disponibilizar este espaço para discussão e troca de opiniões.

JLnm said...

car@s amig@s,

ando cheio de trabalho...

em breve participarei mais activamente, mas para já:

confrontei alguns amigos que tenho e que ganham a vida a lidar (com) toiros e:

a) são unânimes que boi não é toiro!!!!

b) unânimes também em considerar que só pode ser a B.

vou responder B.


ainda lhes tentei explicar o que era a CTC, mas tiveram medo e não quiseram saber mais!!!!!!!!

Grace said...

"Boi marrão" parece ser uma expressão usada no Brasil porque aparece numa letra da música Fábulas de carreiro, escrita por Moniz :

http://nacal.blogspot.com/2006/11/s-um-povo-pode-ter-identidade.html

Grace

Bruno Cardoso said...

Caro jlnm,

eu também presumo que seja a resposta B, no entanto estou com um pé atrás...

Quanto à pergunta 1, é verdade que a frase em questão não tem sujeito?

JLnm said...

bruno,

estou claramente inclinado para a B. na medida em que vi um exemplo muito parecido num livro de referência (com a indicação de "sem sujeito") assim que vi o teste... MAS, preciso de me dedicar com mais calma a este teste!!!

em breve, em breve.

Bruno Cardoso said...

JLnm,

Eu também vi esses exemplos na net.

No entanto, grande parte das pessoas a quem perguntei dizem que o sujeito é "Um Inverno", pois se houver uma troca o sentido permanece igual:

"Era um Inverno chuvoso e frio..."
e
"Um Inverno era chuvoso e frio..."

Eu discordo, pois na 1ª estamos a referir-nos a um Inverno em especifico, enquanto na 2ª é um Inverno qualquer...

Estou certo?

Anonymous said...

Do pouco que sei sobre esse assunto, os toiros (e não os bois) quando marram fazem o seguinte: primeiro fixam o alvo e em seguida baixam a cabeça e fecham os olhos, só depois investem contra o alvo. Daí que nas corridas de toiros estes falham sempre a capa do toureiro. Pois primeiro fixam-na, e depois carregam e fecham os olhos. O toureiro só tem que recolher a capa e "engana" o animal desta forma.

Mas relembro que a frase fala em bois e não em toiros. Parece-me que está aqui uma grande rasteira, de modo a levar as pessoas para as respostas A e D.

Se tivesse que responder neste preciso momento, ia para a B.

Mas vou pesquisar mais...

Miguel

Anonymous said...

Luis Lima:

Só agora é que reparei que o seu apelido é Cunha Lima.
Por acaso também tem Amorim, ou é do Minho?

H.Maria-II

Bruno Cardoso said...

Miguel,

És capaz de ter razão...

Eu também responderia a B se submetesse o teste neste preciso momento.

Bruno Cardoso said...

Alguém me sabe dizer se os apurados para a final são os 200 primeiros a responder correctamente a todo o teste ou se caso haja mais de 200 haverá mais testes?

Obrigado.

Carlos said...

Caro Bruno Cardoso,
A explicação da pergunta do sujeito inexistente foi dada ontem 12 Março, às 21:11 neste blog,com transcrição da gramática de referência.
Cumprimentos
CC

Bruno Cardoso said...

Olá Carlos.
Obrigado! =)
Então só resta um pouco de dúvida na questão do "boi marrão"...
Essa pergunta já me deu dores de cabeça.

Ahahah

:P

Carlos said...

Amigos,
Quanto às questões do boi marrão e do ir talhando belgas temos de procurar nas bibliotecas nos dicionários de provérbios.
Amanhã vou tentar na biblioteca de Loulé.
Já procurei na net e não encontrei nada de nada.
ABÇs e BJs
CC

Bruno Cardoso said...

Pois é Carlos.
A Internet é uma ferramenta bastante potente mas é pena que não consigamos colocar nela todas as bibliotecas assim tão facilmente.
Eu tenho pena de não ter aqui nenhuma biblioteca perto, pois elas são uma fonte de conhecimento incrivel!

Tiago Souto said...

Olá...
Por incrivel que pareça percorri a minha escola toda (Augusto Gomes - Matosinhos) e nenhum professor sabia a resposta à 5.

Já não tenho opinião...
A mãe de uma colega minha (professora de inglês) diz que a resposta certa é a "A", a minha professora de filosofia, aposta na B, porque diz que um touro quando dá marradas, aponta os chifres para o cavalo/toureiro e ataca. Um outro profeesor disse-me para procurar num dicionário brasileiro e outro disse-me para procurar num site de touramaquia, com tantas opiniãoes, fikei ainda mais confuso. Espero k se encontre a resposta o mais rapidamente possivel e k todos aqueles que estão aqui no blog passem à final, seu eu tb passar depois encontrámonos todos lá.

Bjs e abrx

um dos 405 (TIAGO SOUTO)

Tiago Souto said...

Peço desculpa por todos os meus erros... =)

Bruno Cardoso said...

Olá Tiago.
Eu estou na mesma situação que tu.
Apenas uma pessoa (daquelas a quem perguntei) me deu a certeza que é a resposta B.

No entanto estou ainda com dúvidas...Pois essa questão deve ter com certeza ratoeiras...

Seja o que Deus quiser.

Camões está conosco!

:)

Bruno Cardoso said...

Vai para lá escrever esses erros no ditado vai! Eheh

Eu compreendo, hoje em dia a malta jovem está a adoptar uma escrita diferente...Eu tenho 17 anos mas mesmo nas mensagens escritas gosto de escrever sempre correctamente, ou pelo menos tentar.

A Língua Portuguesa é uma das mais lindas do Mundo, se não for a mais linda.

Eu sinto um orgulho enorme por ser Português.

Pessoal das abreviaturas...usem a escrita inteligente...é mais rápido e escreve-se melhor!

Carrega-se menos vezes nas teclas e gasta-se menos o teclado.
Eheh

beijos e abraços.

Tiago Souto said...

Tens razão Bruno, quando temos uma sociedade em peso a, por vezes, discriminar quem escreve correctamente (não compreendo o porquê!) temos de adoptar o método mais utilizado.

É claro que no ditado vou escrever melhor (se lá chegar, eu acredito que sim - pensamento positivo!)

lol

Abraços e beijos!

Anonymous said...

Boa noite. Desculpem , mas só agora dei com este blog. Também sou dos que estão a fazer o 4 teste e as minhas dúvidas são as vossas: 5 e 14 , pois a 16 está anulada!!! Hoje às 00,17 escrevi à CTC dizendo o que eles acabaram por confirmar : que devia faltar o "U" em provesse ...!!! Sobre a 5 tenho uma ideia que gostava de deixar à consideração de todos os amigos : " Todo o boi que é marrão tem o olho carrancudo " . Logo fui ver o significado de carrancudo e cheguei , para já , à conclusão que é ter os olhos baixos e pesados ( logo B ) . Deixo isto para análise.
Jorge Rocha

Bruno Cardoso said...

Eu o ano passado acumulei apenas 37 pontos. Este ano levei isto um pouco mais a sério.
Estava a assistir à final com a boca aberta devido a algumas palavras que surgiam no dicionário.
Já não me lembro quais eram mas achei aquilo demais. Eheh
Talvez agora esteja mais preparado, espero conseguir ir ao Centro Cultural de Belém como finalista.

Até amanhã pessoal.
Tenham uma óptima noite.
Beijos e Abraços.

Bruno Cardoso said...

Jorge Rocha,
desse ponto de vista concordo.

Anonymous said...

Boa noite!

Embora as não tenha, sugiro a consulta das seguintes obras, a que não terei acesso:

Guilherme Augusto Simões

«Dicionário de expressões populares portuguesas: arcaísmos, regionalismos, calão e gíria, ditos, frases feitas, lugares-comuns, aportuguesamentos, estrangeirismos e curiosidades da linguagem»

Orlando Neves

«Dicionário de Expressões Correntes»

Oxalá dêem frutos!

Até breve,

Francisco

JLnm said...

car@s,

estava capaz de entregar já o teste!

tentativa de alarmismo/terrorismo: a CTC ainda se vai lembrar de seleccionar pela ordem de chegada!!!!!!!

1 - B
2 - B
3 - D
4 - B
5 - B
6 - C
7 - E
8 - B
9 - C
10 - C
11 - D
12 - C
13 - D
14 – C
15 - B
16 ---
17 - B
18 - C

Carlos said...

Amigo JL,
Não faça isso!
Não existe nada no regulamento que permita à CTC inventar novas regras.
Se eu tivesse de entregar o teste agora também seriam as suas respostas as que eu daria.
No entanto, ainda vou procurar na biblioteca de Loulé e também vamos esperar outras contribuições das pessoas que têm aparecido por cá.
ABÇ
CC

Luiz Lima said...

H.Maria-II

Não, nem Amorim, nem do Minho. Minha família era toda de Ovar (Aveiro) e tenho uma perna da Galícia, pela avó materna. Daí o nome ter uma mistura de Português antigo (Luiz) e galego (Hygino):
Luiz Hygino Cunha Lima

Maria said...

Meus caros, lamento informar que o "Dicionário de Expressões Populares Portuguesas" do Guilherme A. Simões não contém nenhuma das duas expressões do teste em análise.
Trancrevo a entrada para "belga": Indivíduo (AL); o m.q. "corrida" (Alent)(CF); pequeno terreno de cultivo. Masc. - Cão de guarda (EN).
Para "talhar": Dividir as cartas de jogar depois de baralhadas (AB); decompor-se o leite (CF); pretender curar uma doença pelo meio de mezinha; cortar à feição do corpo (alfaiate ou modista); entalhar; esculpir.
E acho que não ajuda muito...
Amanhã vou consultar outras obras do género na Bibioteca Municipal da cidade. Podemos ter sorte...
Boa noite!
H.Maria

Maria said...

As entradas dizem respeito à obra citada!
H. Maria

Anonymous said...

mais uma vez boa noite a todos...

ainda sem certezas sobre a 5 (A ou B) e a 14 (B ou C).

a CLP anulou a 16 - quando enviarmos a resposta ao teste não devemos responder ou devemos colocar B (que seria a correcta com o U)?

alguém sabe quando se sabe a correção do 4º teste?

amanhã vou falar com amigos no brasil para tentar chegar à resposta do boi marrão....

abreijos (como diria alguém)
um dos 405 (HF-Lx)

Anonymous said...

«Já estão disponíveis os testes suplementares para os Participantes e Alunos, que se encontram no Quadro de Honra.»

Vírgulas não é mesmo com eles...
É que esta está mesmo mal...

Bruno Cardoso said...

Bom dia pessoal.
Espero que eles não façam o que o JL mencionou...

Creio que não o possam fazer, no entanto nunca se sabe. Eles são muito imprevisiveis!

A 5, será A, será B?

Eis a questão.
Tenham um bom dia.

Beijos e Abraços.

Bruno Cardoso
(1 dos 405)

Ulis Egitano said...
This comment has been removed by the author.
Carlos said...

Amigos dos ciprestes,
EUREKA!!!
Conforme prometido, fui e acabo de chegar da biblioteca de Loulé.
No livro "Os provérbios estão vivos em Portugal",de José Ruivinho Brazão, estavam lá as respostas às nossas dúvidas.
Quanto aos olhos do boi marrão, na página 282, refere que é o m.q. ter os olhos baixos e pesados.
Quanto ao talhar belgas, estávamos redondamente enganados.
Trata-se de andar depressa e a passos largos.
Na página 288 refere o seguinte: "Diz-se que vem talhando belgas aquele que caminha a passos rápidos e largos. É uma expressão que tem a sua origem na experiência agrícola, em que as belgas são, justamente, os passos largos que dá o agricultor, a demarcar a terra, onde, a seguir, vai lançar a semente.
Francisco Luís e António Paulo esclarecem esta prática das belgas na faina agrícola. Assim, talhadas as belgas, fica delimitado o terreno em que vai cair a semente. E é então que o agricultor atira a semente em dois lanços - dá um lanço pela direita e, voltando atrás, dá outro lanço pela esquerda e, neste movimento, o agricultor atira a semente sempre para o interior do terreno. Por via de regra, o lavrador não talha mais de oito belgas de cada vez, porque se obrigaria, nesse caso, a um terceiro lanço, para cobrir de semente a parte interior do terreno, que o movimento do seu braço não poderia alcançar, do exterior, no primeiro e segundos lanços".
Livra...
Podemos não aprender nada de língua portuguesa nestes testes, mas de agricultura...
Beijinhos às meninas e Abraços aos meninos,
CC

Anonymous said...

bom dia ;)

Um grande bem haja para o Carlos que conseguiu encontrar prontamente as duas respostas que nos faltavam.

Nesse caso parece que o teste está finalizado.

Alguém me sabe informar se na resposta 16 se deve deixar em branco ou se deve responder B que seria a resposta correcta caso existisse o U na palavra mencionada?

Um dos 405! (HF- Lx)

Anonymous said...

Parabéns, Carlos! E um grande obrigado do pessoal.

Jé era de esperar que a "coisa", ou melhor, as "coisas" estivessem registadas no mesmo livro do "guardanapo".

A 5 não foi surpresa: era a resposta que a maior parte de nós daríamos, depois dos vários contributos chegados ao blog, se não houvesse hipótese de confirmação.

Agora a 14... foi uma autêntica bomba! Não me passava pela cabeça, e certamente também a muito boa gente, uma tal explicação para "ir talhando belgas". A lógica apontava precisamente no sentido contrário: devagar, mas sobretudo com cautelas. Eu, sem confirmação,responderia 14-C e "ia ao galheiro" (ou "para o galheiro"?).

Portanto, mais uma vez, parabéns e obrigado pelo trabalho e pelos resultados obtidos. Mesmo sem procuração, julgo estar a transmitir o sentimento sincero daquela parte dos 405 que aqui convive e debate estas questões da língua e... da agricultura.

Veesse

Anonymous said...

Mas que grande cavalada! Ao reler o que escrevi no meu post anterior, depois de o ter enviado, "caí da burra abaixo": "era a resposta que a maior parte de nós DARIA", em vez de DARÍAMOS, é o que deveria lá estar.

Já esgotei os meus cinco minutos do dia de hoje. Não posso reincidir!

Veesse

Anonymous said...

após as boas novas de hoje, junto envio resumo para validação ....

1.B
2.B
3.D
4.B
5.B
6.C
7.E
8.B
9.C
10.C
11.D
12.C
13.D
14.A
15.B
16 -
17.B
18.C

Caso subsysta alguma dúvida não hesitem em partilhar.

Boa sorte!
Um dos 405! (HF - Lx)

Anonymous said...

Um agradecimento especial para o anfitrião. Na verdade sem a sua disponibilidade nada seria possível.

Um agradecimento especial ao zé pedro que certamente terá uma agradável surpresa no fim de semana.

Um agradecimento especial para o Carlos que esta manhã apresentou as duas soluções em falta.

Bem hajam
Um dos 405! (HF -Lx)

Anonymous said...

Veesse,
por acaso no post está certo.
Era a resposta que a maior parte de nós DARIA.
O sujeito é «a maior parte de nós», substituível por «ela», logo, singular.

Ana José

Anonymous said...

Boa tarde amigos
Acabei de confirmar o que o nosso "louletano" disse : as respostas à 5 é B ( como eu ontem dizia ser a mais indicada ) , e à 14 é a A . Sendo assim , podemos enviar os testes.
Hoje recebi um mail da clp a informar que a entrega ao 1º ( ! ) teste suplementar tem que ser feita até ao dia 17 !
Será que dizem 1º por poder ainda haver mais testes ?
Grande campeonato !!! Nem a Liga dos Campeões ...
Um abraço a todos os novos amigos descobertos por acaso e que gostava de encontrar na final.
Jorge Rocha

Anonymous said...

Quero agradecer ao Carlos a ajuda que deu na resolução das duas perguntas em falta.

Obrigado

joãocosta

Anonymous said...

Ana José

Agradeço o comentário, mas fez confusão. Está certo no post de correcção. No inicial está errado, por isso corrigi. OK?

Veesse

Anonymous said...

Estou 100% com o "Alta Frequência" (HF) no que respeita a agradecimentos. Era imperdoável esquecermos o JLNM, que nos "abrigou" no seu espaço e permitiu este debate sem fronteiras
de qualquer espécie e muitíssimo frutuoso.

Quanto ao Zé Pedro, já lhe agradeci toda a sua generosidade e altruísmo noutro blog no qual participei a propósito do 3º teste.
Desta vez, bem merece que tenham sido os outros a dar-lhe as dicas.
Se é que vai precisar delas... Desconfio que não! É "artilheiro" a sério. Palavra de charadista (aposentado, embora).

Veesse

Grace said...

Parabéns Carlos, pela descoberta, realmente em relação à 14 estavamos bem longe de acertar!

Desejo a maior das sortes aos finalistas! Portem-se à altura deste blog! E tragam boas notícias!

Beijos

Grace

Grace said...

digo, "estávamos"

Grace

Luiz Lima said...

Acabo de chegar do almoço e trago comigo emprestado da Biblioteca de Aveiro, o Livro de Provérbios do Algarve. Tenho-o em mãos, se alguém quiser mais algum pormenor.
Ia dar-vos a notícia, mas fui ver os comentários.
CONFIRMADÍSSIMO! Ufa!

Agora, se quisermos baralhar a Comissão, para mostrar que afinal, mesmo tendo 2 elementos da Unversidade de Lisboa, não conhecem o próprio conjugador de verbos da referida Universidade.

Se quiserem, sigam os passos:
1. Entrem em http://lxconj.di.fc.ul.pt/
2. Introduzam o verbo prazer e mandem conjugar.
3. Procurem o Conjuntivo, Pretérito Imperfeito, e façam clique na 3ª pessoa singular - prouvesse.
4. Vejam "outros lemas possíveis", subindo o quadro com o cursor e...
SURPRESA, lá está "prouver", na 3ª do sing. do Pret.Perf.do Conjuntivo.

Ou seja, A PRÓPRIA COMISSÃO NÃO SABIA A RESPOSTA, e aceitou a reclamação de que havia erro na formulação das hipóteses.

Vamos malhá-los?

JFF said...

Embora com fundamentação completamente diferente, as minhas "inclinações" de 12 March, 2008 22:54 estavam certas :)
Mérito total - é justo realçá-lo!!! - para o colega Carlos.
Depois da descoberta que fez seguramente que continuarão apurados para a grande final 405 concorrentes. Paga, BPI!!! :)

Anonymous said...

De: Pedro Monteiro
Cascais


Olá a todos


Só agora descobri este blogue e o teste nº4 ....

Este ano resolvi fazer todos os testes sozinho, sem a "ajuda" de ninguém, acrescido ao facto do blogue da Lua estar encerrado...

Obtive um total de 75 pontos, com 2"erros" no último teste, 1 dos quais penso não ser erro, mas apesar dos meus protestos formalizdos educadamente por email (3 vezes) não obtive qualquer resposta da CTC .... São uns arrogantes convencidos ...
Enfim ...

Fiz a minha própria solução deste teste sozinho, aqui na Biblioteca de Cascais, onde passo as minhas tardes, após isso consultei as vossas respostas

Estou de acordo com vocês !

Não soube responder aos 2 proverbios que vos causaram problemas e à pergunta 16 - verbo prazer .... a meu ver todas as respostas estão erradas.
Pelo conjugador do site da Priberam, que utilizo sempre e recomendo vivamente, a resposta é PRAZESSE ...
Os tipos da CTC para além de arrogantes são ignorantes, coitados...
Tenho o resto da tarde para ajudar quem quiser, com a ajuda dos elementos de consulta da biblioteca, é só colocar a dúvida neste blogue

Vocês são todos vencedores !

Grande abraço

Pedro Monteiro
Cascais

Anonymous said...

Olá a todos!

Graças a Deus que o Carlos encontrou as respostas tão desejadas às perguntas 5 e 14.
É que a Biblioteca de Cascais só tem as obras:"Rifoneiro Português" e a "Nova Recolha de Provérbios e Outros Lugares Comuns Portugueses".
Nesta última não encontrei coisa alguma e a 2ª não consultei por se encontrar noutra Biblioteca também pertencente ao concelho de Cascais, mas situada noutra freguesia.
Fico feliz por isso e desejo a melhor sorte a todos quantos estejam no palco no dia da grande final.
Um agradecimento sincero a todos os bloguistas e um muito especial ao nosso anfitrião, pois que sem a boa vontade dele não era possível este debate.
Até para o ano e um BEM HAJA!!!
H:Maria-II

PS: Luis Lima
Muito obrigada pela sua disponibilidade em responder à minha pergunta posta anteriomete

Anonymous said...

Parem de dizer que a Língua Portuguesa é complicada!!!!

Idioma complicado?

Para pararem de dizer que a Língua Portuguesa é complicada... *ler em voz
alta*

Três bruxas olham para três relógios Swatch. Qual bruxa olha para qual
relógio Swatch?

E agora em inglês:

Three witches watch three Swatch watches. Which witch watch which Swatch
watch.

Foi fácil? Então agora para os especialistas.

Três bruxas suecas e transsexuais olham para os botões de três relógios swatch suíços. Qual bruxa sueca transsexual olha para qual botão de qual relógio Swatch suíço?

E agora em inglês:

Three Swedish switched witches watch three Swiss Swatch watch switches.
Which Swedish switched witch watch which Swiss Swatch watch witch?

Conseguiram?
Não, então pronto. Parem de dizer que a Língua Portuguesa é complicada!!!!

Anonymous said...

Companheiros de CLP

Junto envio resposta da CLP às questões por mim enviadas hoje de manhã:

Questão 16:
1º - Pode deixar em branco, na medida em que, esta pergunta está anulada;

Correcção do teste:
2º - A correcção estará disponível no site, a partir do dia 22 de Março;

Rapidez de envio do teste suplementar:
3º - A rapidez em que responder não vai ser elemento de avaliação;

Novo teste suplementar:
4º - Pode haver um 2º teste suplementar caso continue esta situação de empate.

Pode ser que ainda nos encontremos por aqui mais vezes....

Um dos 405! (HF - Lx)

Grace said...

Espero bem que haja mais um teste de desempate!

Assim, eles terão um pouco mais de trabalho e a nós, permitir-nos-á mais um exercício de língua portuguesa.

Já agora aproveito para relembrar ao anónimo do post 16:25 que nínguém se queixou da língua portuguesa! Os nossos desabafos dirigiram-se sempre contra os "ditos entendidos" da nossa língua.
Se não gostássemos da nossa língua,não estaríamos a lutar por resolver todas estas questões!
Certo! Um abraço!

Grace

rodrigues said...

ola :D ja vi k ha novidades^^
bgd Carlos :)

Agora.. sera k haverá mais um teste?? será k é para ficarmos a saber mais de agricultura?!

Anonymous said...

E eu a pensar que vinha aqui dar uma grande novidade, mas pelos vistos o amigo Carlos antecipou-se ehehehhe

Confirmo que no livro "Os provérbios estão vivos no Algarve", as respostas às perguntas 5 e 14 se encontram, respectivamente, nas páginas 282 e 288. Ou seja, "ter olhos de boi marrão" e "aquele que caminha a passos rápidos e largos".

Miguel

Anonymous said...

Ó Grace, o anónimo do post das 16.25 apenas quis divertir-se e divertir-nos. Com aqueles watches, witches e quejandos parti-me a rir.

Já agora, mas na nossa querida e maltratada língua, uma sequência que li há dias noutro blog, a propósito das infelizes declarações do ministro Augusto Santos Silva em Chaves:

Santos Silva, salazarento socialista socrático, subscreve sozinho sarcásticos slogans sobre si. Sabiam?
Sim, se souberem sorrir sem subterfúgios, saberão sofrer solidariamente. Safa!

Veesse

Anonymous said...

Aliás, todos nós temos sofrido solidariamente, não acham?

Agora que o sofrimento acabou, vamos pôr as meninges de quarentena, porque para a semana há mais. Para a semana não, provavelmente para a outra, depois da Páscoa, parece que vamos ter baile de novo, segundo o amigo HF.
Já cá faltava outro provérbio: "depois da pausa, vem a dança".

Veesse

Zé Pedro said...

Parabéns Carlos!!!!

Ainda não tive tempo de ir ao livro, mas era certo que amanhã, pelas 9 da matina, estaria com ele na mão.

Quanto às soluções, são as que eu preconizava, de acordo com os conhecimentos de agricultura e senso comum.

Agora só falta verificar se não existe qualquer outra rasteira nas perguntas aparentemente fáceis.

Zé Pedro

Anonymous said...

Boa tarde,

Vou descansar da CLP no fim de semana e volto no domingo para confirmar que não houve alterações.

Espero que confirmem a solução em "cima da mesa" que escrevi no post das 13h55.

Vejam igualmente as respostas que recebi por mail da CLP no post das 17h25.

Tenho a nítida sensação que não é desta que conseguem desempatar.

Mais um bem hajam a todos.
Om dos 405! (HF-Lx)

Anonymous said...

Boa tarde amigos . Recebi da CTC a resposta ao meu mail sobre o seguinte : " como o teste já tem corrigido a pergunta 16 ( prouvesse )se teria que responder " A resposta é clara : Pode responder mas não conta para nada . CTC
Ok , assim , não há confusões ( mais ) ...
Um abraço a todos
Jorge Rocha

Anonymous said...

Uma outra questão : Se houver mais testes de desempate , será que a final ainda é a 12 de Abril ? Não me acredito !
Um abraço
Jorge Rocha

JLnm said...

Carlos,

PARABÉNS!!!!!!

a todos os que se dispuseram a investigar e a partilhar... O meu agradecimento e admiração!

um grande abc.




Como vos considero amig@s, permitam-me que partilhe convosco a alegria de se cumprirem hoje 37 anos desde que passei a respirar atmosfera!!!!

Anonymous said...

jlnm

Muitos parabéns...ainda é uma criança!!!

Bj
eeuseila

Anonymous said...

Um grande abraço de parabéns, JLMN! Ad multos!

Como diz o/a eeuseila, ainda é uma criança! Tem exactamente a idade do mais novo dos meus quatro, que não é um, mas uma (Capricórnio de Janeiro).

Atenção! Não me chamem velho, que eu zango-me! Apenas "respiro atmosfera" há mais uns anitos .

Veesse

Anonymous said...

Ora então muitos parabéns, JL!

Não beba muito hoje, que dê pelo menos para entrar em casa direito... eheheh

Um abraço,

Miguel

Bruno Cardoso said...

Muito boa tarde a todos.

Antes de mais quero desejar um óptimo aniversário ao jlnm. Que conte muitos mais anos cheios de tudo de bom.

Em segundo lugar quero dar também os parabéns ao Carlos pela preciosa descoberta dele. Apesar de todos estarmos inclinados para aquela opção, havia bastantes dúvidas. Ainda há pouco, um amigo meu, já de uma certa idade me confrontou respondendo a opção A.
Disse-me que as mulheres usam essa expressão quando os homens estão de olhos nelas (fixos num alvo).

Foi com grande espanto que cheguei aqui e vi a confirmação do Carlos.
Muito obrigado!

Beijos e Abraços.

Anonymous said...

Muitos parabéns JLNM!

Conte muitos e partilhe sempre! É a dar que se recebe ou melhor "guardanapo que não ata, não desata!" ....

Um dos 405! (HF-Lx)

Grace said...

JLnm, muitos parabéns! Obrigada por ter partilhado connosco este seu dia!

Grace

Bruno Cardoso said...

Será que podemos submeter o teste confiantes que "ter olho de boi marrão" é "ter os olhos baixos e pesados"?

=)

Anonymous said...

Que alívio chegar da escola e ver que as nossas dúvidas se dissiparam! ;o)
Parabéns JLnm pelo seu 37.º aniversário. Obrigada Carlos pelos esclarecimentos.
Acabo de descobrir que o meu pai frequentou o seminário com o autor desse livro de provérbios (risos). O mundo é pequeno! E Portugal ainda mais!

Jinhos,

G.N.

Bruno Cardoso said...

JLnm, Ip ip, Urra!!

=)

rodrigues said...

Jlnm mts Parabens :)

Anonymous said...

Parabéns ao anfitrião (JLnm) deste blogue, não apenas pelo seu 37.º aniversário, mas também pela amabilidade com que nos tem sempre acolhido!

E muito obrigado ao Carlos por connosco ter partilhado o resultado da sua pesquisa!

Afinal, fomos "talhando belgas" para ao júri provar que tem "olho de boi marrão"...

Ao dispor,

Francisco

António said...

PARABÉNS JLNM!!!

Tenho estado ausente e só agora vim ver o teste de desempate.
Força, pessoal, até à final!

José Luís, muitas felicidades para a sua vida.

Abraços a eles e beijos a elas,
com um abração especial ao José Luís,

António
(com 47)

Anonymous said...

Muitos parabéns jlnm =)

joaocosta

Anonymous said...

Muitos parabéns jlnm =)

joaocosta

Carlos said...

Amigo José Luís,

Só agora cheguei a casa e tive a agradável notícia do seu 37º aniversário.

Desejo-lhe muitas felicidades e que faça muitos mais com saúde e com tudo o que mais desejar.

Um grande abraço deste seu amigo e que espera que nos encontremos todos num almoço no dia 12,
Carlos Coelho

Anonymous said...

Para o nosso anfitriâo
em dia de aniversário

Tem olho de boi marrão
Todo aquele que disser
Que não abre o coração
Aos encantos da mulher.

Talhando belgas a fio
Pelos campos transtaganos,
Vai ser lindo o corropio
De sementes e... de enganos.

Veesse

manel said...

É notávelo espírito de solidariedade que este blog representa. Mais importante que os conhecimentos de português demonstrados pela generalidade dos participantes, e o alcance da meta da ida à final, é verdadeiramente gratificante ver que ainda há espírito de partilha e de entre ajuda entre as pessoas. Tendo sido a primeira vez que participo neste concurso e não sendo um utilizador habitual da NET, foi por acaso que dei com este blog. Fiquei estupefacto e entusiasmado com a dinâmica dos diálogos e a emoção da partilha. Parecia que estva a assistir a um filme de suspense com desfecho desconhecido. O "happening" das respostas do Carlos foi de um impacto ensurdecedor. Acima de tudo, parabéns pela generosidade. Desejo-vos a todos o maior sucesso na final, mas faço votos para que ganhe o Carlos que bem merece pelo seu espírito superior de partilha.

Luiz Lima said...

Ao nosso anfitrião, meus cumprimentos atrasados, já que só agora pude chegar ao computador (pôr as crianças na cama, ajudar a mulher com a louça, levar o lixo, etc. leva tempo).
Mas o jovem ainda estará por dormir e provavelmente ainda poderá ler esta crónica, que faz-nos pensar nos nossos dias, em especial o do aniversário.

Paulo Mendes Campos, em uma de suas crónicas reunidas no livro "O Amor Acaba", diz que devemos nos empenhar em não deixar o dia partir inutilmente.

Eu tenho, há anos, isso como lema.

É pieguice, mas antes de dormir, quando o dia que passou está dando o prefixo e saindo do ar, eu penso: o que valeu a pena hoje? Sempre tem alguma coisa.

Uma proposta de trabalho. Um telefonema. Um filme. Um corte de cabelo que deu certo.

Até uma briga pode ter sido útil, caso tenha iluminado o que andava escuro dentro da gente.

Já para algumas pessoas, ganhar o dia é ganhar mesmo: ganhar um aumento, ganhar na lotaria, ganhar um pedido de casamento, ganhar uma licitação, ganhar uma partida.

Mas para quem valoriza apenas as megavitórias, sobram centenas de outros dias em que, aparentemente, nada acontece, e geralmente são essas pessoas que vivem dizendo que a vida não é boa, e seguem cultivando sua angústia existencial com carinho e uísque, mesmo já tendo seu super-apartamento, sua bela esposa, seu carro do ano e um salário aditivado.

Nas últimas semanas, meus dias foram salvos por detalhes.

Uma segunda-feira valeu por um programa de rádio que fez um tributo aos Beatles e que me arrepiou, me transportou para uma época legal da vida, me fez querer dividir aquele momento com pessoas que são importantes para mim.

Na terça, meu dia não foi em vão porque uma pessoa que amo muito recebeu um diagnóstico positivo de uma doença que poderia ser mais séria.

Na quarta, o dia foi ganho porque o aluno de uma escola pediu-me para tirar uma foto com ele.

Na quinta, uma amiga que eu não via há meses ligou me convidando para almoçar.

Na sexta, o dia não partiu inutilmente, só por causa de um cachorro-quente.

E assim correm os dias, presenteando a gente com uma música, um crepúsculo, um instante especial que acaba compensando 24 horas banais.

Claro que tem dias que não servem pra nada, dias em que ninguém nos surpreende, o trabalho não rende e as horas se arrastam melancólicas, sem falar naqueles dias em que tudo dá errado:

Batemos o carro, perdemos um cliente e o encontro da noite é desmarcado.

Pois estou pra dizer que até a tristeza pode tornar um dia especial, só que não ficaremos sabendo disso na hora, e sim lá adiante, naquele lugar chamado futuro, onde tudo se justifica.

É muita condescendência com o quotidiano, eu sei, mas não deixar o dia de hoje partir inutilmente é o único meio de a gente aguardar com entusiasmo o dia de amanhã...

Boa noite a todos, e, pelo que desconfio, deste participante mais idoso.

Anonymous said...

Lindíssimo... e verdadeiro!

G.N.

Bruno Cardoso said...

Bom dia a todos.
Confesso que estou a ficar apaixonado por este blog.

Tenham um óptimo Sábado.

Bruno Cardoso said...

Obrigado Luiz Lima por nos presentear com esse maravilhoso texto. Adorei.

Beijos/Abraços.

Anonymous said...

Belo texto, Manel!

Soberbo, Luiz Lima!

Obrigado a ambos por podermos fruir de mais uma partilha: a dos vossos sentimentos e emoções, tão brilhantemente plasmados na vossa escrita.

Estou convosco.

Veesse

Bruno Cardoso said...

Já submeteram o teste?

Bruno Cardoso said...

Eu tenho uma dúvida:

Só irãm 200 participantes à final;

Na categoria < 15 anos estão 89;
Na categoria 15-18 anos estão 165 (incluindo eu);
Na ctegoria > 18 anos estão 151;

Somos então, como já havia sido dito, 405 participantes no quadro de honra.

A minha questão é se vão 200:3, ou seja, cerca de 66/67 participantes por categoria ou se podem ir mais concorrentes de uma categoria e menos de outra??

Imaginemos que numa das três categorias só iriam 20 ou 30 concorrentes.

É injusto, não?

Alguém me sabe responder?

Obrigado.

Anonymous said...

Boa tarde.
Não resisti à tentação de vir ao blog para ler os posts aqui deixados desde a minha última intervenção.
Não sei como é que funcionam os outros blogs/foruns, porque foi a 1.ª vez que participei num. Este de facto é fantástico. Esta partilha de saberes... deixa que qualquer um de nós se sinta bem-vindo.

Jose Luis:
Embora com um dia de atraso, não quero deixar de desejar...
"PARA O MENINO JOSÉ LUIS .... UMA GRANDE SALVA DE PALMAS".
Completou precisamente a idade do meu filho, que já me deu outros dois meninos.

Luis Lima:
Muito obrigada pelos momentos tão agradáveis que me proporcionou com a leitura desse texto maravilhoso.
Já agora: pode estar certo que não é o mais idoso; quanto muito, deverá estar em 3.º lugar.

Na língua portuguesa, um dos meus calcanhares de Aquiles é a pontuação.
Será que alguém poderá corrigir este meu post, se for caso disso?

H.Maria-II

Anonymous said...

Luis Lima:
Permite-me que envie este texto a uns amigos?

H.Maria-II

Bruno Cardoso said...

Quando falo com amigos meus, se o faço correctamente e respeitando minimamente a Língua Portuguesa corro o risco de ser "gozado" por eles.

Aqui sinto-me bem, pois para além de ter sido bem acolhido, creio que estou entre pessoas com quem vale a pena falar.

Vou almoçar.

Tenham uma continuação de bom Sábado.

Beijos e Abraços.

Bruno Cardoso.

Anonymous said...

Boa tarde a todos ....

Só agora encontrei este blog (e por acaso), pois estava à procura da resposta à pergunta 5 deste teste suplemntar que não me parece ser nada do outro mundo. Por acaso as minhas respostas coincidem com as vossas mas tenho que adimitir que a 1º pergunta está a deixar-me com algumas dúvidas porque, como aprendi na escola, devemos sempre perguntar "O quê?" ou "Quem?" à pergunta para obtermos o sujeito.
Acontece que se aplicarmos tal estratégia obtemos o seguinte:

O que "era chuvoso e frio, sobretudo no alto da serra"?

Resposta: um Inverno

Peço que me esclareçam a vossa opinião de que esta frase não tem sujeito para ficar mais seguro da resposta que vou submeter.

Obrigado a todos os participantes

Diogo ( entre 15 e 18 anos )

Bruno Cardoso said...

Olá Diogo,
Creio que essa pergunta já foi esclarecida nos comentários anteriores. Provavelmente ainda não os leste devido a serem muitos.

Mas eu vou tentar explicar-te.

Fazendo uma pesquisa no google sobre "frases sem sujeito", podemos encontrar num site da Wikipedia a seguinte informação:

"4. Com o verbo ser indicando tempo.

Era em Londres.
É tarde.
Era uma vez.
Foi em janeiro. "


Isto está na página:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Sujeito
situa-se na parte "Orações Sem Sujeito".

Espero ter esclarecido a tua dúvida Diogo.

Um abraço.

Um dos 405, Bruno Cardoso.
[15-18]

Luiz Lima said...

H.Maria-II

Claro que pode, a quantos amigos quiser! Estamos aqui a partlhar coisas boas.

Diogo,

Transcrevo aqui uma informação tirada de uma gramática um pouco mais antiga do que a de referência:

Tipos de Sujeito:
.
.
.
07) Orações sem sujeito (sujeito inexistente) Haverá oração sem sujeito, ou seja, o verbo será impessoal, nos seguintes casos:

Obs. Os verbos impessoais ficam, obrigatoriamente, na 3ª pessoa do singular, com excepção do verbo ser.

a) ...

b)Ser, estar, parecer, ficar, indicando fenomeno da natureza.
Ex.: Era Primavera, mas parecia Verão - Está frio hoje.

Hão de vir outras ajudas para esclarecê-lo melhor.

Luiz Lima said...

H.Maria-II

Acho que pontuação é sempre muito difícil, e que o digam os revisores de textos. Todos temos algum Calcanhar de Aquiles e o meu é com a Gramática.

Mas enquanto temos tempo, à espera que alguém descubra uma rasteira numa das perguntas que consideramos fáceis, como bem advertiu o Zé Pedro, vou deixar aqui um outro texto, para que possam todos ter alguns momentos de descontração, no meio de toda essa tensão.

Vejam o que permite nossa Língua (infelizmente recebi o texto sem autor):

APENAS A LÍNGUA PORTUGUESA PERMITE ESCREVER ISTO...

Pedro Paulo Pereira Pinto, pequeno pintor, português, pintava portas, paredes, portais. Porém, pediu para parar porque preferiu pintar panfletos.
Partindo para Piracicaba, pintou prateleiras para poder progredir.
Posteriormente, partiu para Pirapora. Pernoitando, prosseguiu para Paranavaí, pois pretendia praticar pinturas para pessoas pobres. Porém, pouco praticou, porque Padre Paulo pediu para pintar panelas. Porém posteriormente pintou pratos para poder pagar promessas.
Pálido, porém personalizado, preferiu partir para Portugal para pedir permissão para papai para permanecer praticando pinturas, preferindo, posteriormente, partir para Paris. Partindo para Paris, passou pelos Pirineus, pois pretendia pintá-los. Pareciam plácidos, porém, pesaroso, percebeu penhascos pedregosos, preferindo pintá-los parcialmente, pois perigosas pedras pareciam precipitar-se, principalmente pelo Pico, porque pastores passavam pelas picadas para pedirem pousada, provocando provavelmente pequenas perfurações, pois, pelo passo percorriam, permanentemente, possantes potrancas. Pisando Paris, pediu permissão para pintar palácios pomposos, procurando pontos pitorescos, pois, para pintar pobreza, precisaria percorrer pontos perigosos, pestilentos, perniciosos, preferindo Pedro Paulo precaver-se. Profundas privações passou Pedro Paulo.
Pensava poder prosseguir pintando, porém, pretas previsões passavam pelo pensamento, provocando profundos pesares, principalmente por pretender partir prontamente para Portugal. Povo previdente! Pensava Pedro Paulo...
Preciso partir para Portugal porque pedem para prestigiar patrícios, pintando principais portos portugueses.
-Paris! Paris! Proferiu Pedro Paulo.
-Parto, porém penso pintá-la permanentemente, pois pretendo progredir.
Pisando Portugal, Pedro Paulo procurou pelos pais, porém, Papai Procópio partira para Província. Pedindo provisões, partiu prontamente, pois precisava pedir permissão para Papai Procópio para prosseguir praticando pinturas.
Profundamente pálido, perfez percurso percorrido pelo pai. Pedindo permissão, penetrou pelo portão principal. Porém, Papai Procópio puxando-o pelo pescoço proferiu:
- Pediste permissão para praticar pintura, porém, praticando, pintas pior.
Primo Pinduca pintou perfeitamente prima Petúnia. Porque pintas porcarias?
- Papai, - proferiu Pedro Paulo - pinto porque permitiste, porém, preferindo, poderei procurar profissão própria para poder provar perseverança, pois pretendo permanecer por Portugal. Pegando Pedro Paulo pelo pulso, penetrou pelo patamar, procurando pelos pertences, partiu prontamente, pois pretendia pôr Pedro Paulo para praticar profissão perfeita: pedreiro!
Passando pela Ponte precisaram pescar para poderem prosseguir peregrinando. Primeiro, pegaram peixes pequenos, porém, passando pouco prazo, pegaram pacus, piaparas, pirarucus. Partindo pela picada próxima, pois pretendiam pernoitar pertinho, para procurar primo Péricles primeiro. Pisando por pedras pontudas, Papai Procópio procurou Péricles, primo próximo, pedreiro profissional perfeito. Poucas palavras proferiram, porém prometeu pagar pequena parcela para Péricles profissionalizar Pedro Paulo. Primeiramente Pedro Paulo pegava pedras, porém, Péricles pediu-lhe para pintar prédios, pois precisava pagar pintores práticos.
Particularmente Pedro Paulo preferia pintar prédios. Pereceu pintando prédios para Péricles, pois precipitou-se pelas paredes pintadas. Pobre Pedro Paulo, pereceu pintando... Permita-me, pois, pedir perdão pela paciência, pois pretendo parar para pensar... Para parar preciso pensar. Pensei. Portanto, pronto, pararei.

E achamos nós o máximo quando conseguimos dizer: "O Rato Roeu a Rica Roupa do
Rei de Roma!"

Anonymous said...

O do Pedro Paulo... já conhecia, mas apenas o primeiro parágrafo.

O da rolha, conheço de outra forma:
"O rato roeu a rolha da garrafa do rei da Rússia";

e outro:

"Tenho um ninho de mafagafos com três mafagafinhos: quando um mafagafo guincha, os outros mafagafinhos, mafagafando, fazem uma grande mafagafada."

E muitos outros...

Não há dúvida de que a nossa língua é muito rica...

Bem Haja
H.Maria-II

Anonymous said...

E este tão simples e de tão difícil dicção:

"Um tigre, dois tigres, três tigres"

H.Maria-II

Maria said...

Só agora consegui voltar ao computador e tantas novidades boas...
Parabéns Carlos pela partilha...
Parabéns jlmn pelo aniversário...
E "at last but not least" Luiz Lima pelo bom momento que proporcionou!
H. Maria

Bruno Cardoso said...

Luiz Lima, obrigado, não conhecia esse texto.

É impressionante o que podemos fazer com a nossa Língua Materna...

Eu ainda não submeti o meu teste com medo de alguma rasteira que haja. Eu quero tanto ir à final...

Para o ano já vou participar na categoria > 18...

Boa sorte a todos.

É certo que só poderão ir 200...
Por falar nisso, alguém me consegue esclarecer na dúvida que coloquei hoje às 12:23??
Agradecia.

Beijos e Abraços.

Carlos said...

Amigos ciprestianos,
Gostava de agradecer as vossas amáveis palavras, mas não fiz nada que outros não fizeram anteriormente, nomeadamente o amigo zé pedro. Cheguei apenas em primeiro lugar.
Quanto aos testes de desempate,penso que não nos vamos ficar pelo primeiro. Vai ser muito difícil reduzir de 404 para 200.
De qualquer maneira, até é bom, uma vez que vai fazer com que nos entretenhamos mais com nosso diálogo e com as gramáticas.
Fiz uma pequena revisão das nossas respostas e encontrei praticamente tudo na gramática do Celso Cunha.
Completando o resumo do JFF de 12 Março, às 22:01:
1.B GR 130/131
2.B GR 258/259
3.D GD 999
4.B GR 178/179
5.B LP 282
6.C
7.E GR 445/446
8.B
9.C
10.C
11.D GR 684
12.C GR 446
13.D GR 147
14.A LP 288
15.B GR 140
16.---
17.B GR 539
18.C GR 146
Assim, penso que podemos enviar as respostas.
ABÇs e BJs,
CC

Bruno Cardoso said...

Carlos, não são 404 mas sim 405. Presumo que tenha sido um pequeno lapso.

=)

Carlos said...

Bruno,
Tens a idade do meu filho mais novo,pelo que vou tomar a liberdade de te tratar por tu.
Quanto à tua pergunta, não existe nada no regulamento em que se defina qual o número de finalistas de cada classe etária.
Por acaso, penso que é mais uma falha do regulamento. Assim, a escolha dos finalistas vai ser do estilo de tudo ao molho e fé em Deus.
A representatividade podia ser feita de várias maneiras. Por exemplo, podia ser realizada em função das idades dos inscritos.
Fiz umas contas e se a representatividade fosse feita em função das perguntas aos vários grupos etários (4, 10 e18) daria qualquer coisa como 25, 63 e 112 finalistas.
Abraço
CC

Bruno Cardoso said...

=)

Concordo consigo Carlos.

Na minha opinião devia ter-se em conta também a quantidade de participantes no total de cada categoria...

Convém é ir pelo menos três de cada categoria.
Ahaha

=)

Abraços e beijos.

Bruno Cardoso said...

Caros Ciprestianos,
acabei agora mesmo de submeter o meu 4ºteste.

Desejo-vos boa sorte e espero que nos encontremos no CCB no dia 12 de Abril.

Beijos e Abraços.

Bruno Cardoso
[um dos 405]

=)

Tiago said...

Olá a todos!
Desde o 1º teste de qualificação que vos tenho acompanhado e lido, todos os dias das últimas semanas, praticamente todos os vossos "comments".
Hoje achei que era hora de pelo menos dizer alguma coisa como "Olá, estou aqui convosco", esperando poder fazer, oficialmente, parte da vossa fantástica comunidade.
Peço desculpa por nunca ter intervido mais cedo mesmo tendo todos vós sido uma grande ajuda para o meu CLP. Sei que é um pouco rude, mas só hoje me apercebi disso. :-)
Vemo-nos por aí.

Obrigado por tudo,
Tiago

Categoria 2
(não eliminado, até ver...)

«Oldest ‹Older   1 – 200 of 600   Newer› Newest»