Saturday, March 03, 2007

Filosofia


Sim, considero-me filósofo (que me desculpem todos quantos têm outros critérios onde não encaixo nessa categoria)... e há dias, enquanto pensava no sentido da existência acabei, de súbito, por me ver confrontado com uma ideia tão forte quanto evidente...

Os dias que se seguirem ao dia da minha morte serão ainda... dias da minha vida.




3 comments:

passenger said...

porque a nossa morte é também a nossa vida.


obrigado pela iluminação. abraço

anokas said...

OLÁ SR. PROFESSOR OU CHAMAREI -LHE ZÉ LUÍS, ESPERO QUE ESTEJA TUDO BEM?
LEMBRA-SE DA RITA DO 12ª TC DE 2006. POIS SOU EU, SABE JÁ ESTOU NO MUNDO DO TRABALHO, TRABALHO EM LISBOA.
BEIJINHOS DA RITOKAS AH, SE QUISER AJUDA PARA FAZER O TAL "TESTE" DAS PERGUNTAS DE CULTURA GERAL. DIGA ALGUMA COISA. TEM O MEU MAIL NÉ.
SÉ NÃO É O anafonso_slb@hotmail.pt.

Muacho said...

Isto vai tarde porque só agora encontrei o teu blogue, mas como não concordo tenho de comentar ...

Não estarás a confundir exitência com vida? É que a exitência, também eu acredito que contínua, agora a vida, essa acaba no momento da tua morte.

Afinal como disse essa grande mulher - "estar vivo é o contrário de estar morto"