Thursday, March 29, 2007

Revolução da Alma


Recebi um texto por e-mail com a indicação de que teria sido obra de Aristóteles...

Em virtude da minha formação, duvidei...

Na realidade, este texto "Revolução da Alma" foi extraído do livro "Decidi ser Feliz", de Paulo Roberto Gaefke , editado em 2002.

Embora a última frase seja realmente de Aristóteles.

Com o maior dos respeitos pelo português do Brasil, tomei a iniciativa de o "traduzir"/adaptar para um português mais perto do português falado em Portugal.


Ninguém é dono da tua felicidade,
por isso não entregues a tua alegria,
a tua paz,
a tua vida nas mãos de ninguém,
absolutamente ninguém.

Somos livres,
não pertencemos a ninguém e não podemos querer ser donos dos desejos,
da vontade ou dos sonhos de quem quer que seja.

A razão da tua vida és tu mesmo.

A tua paz interior é a meta da tua vida.


Quando sentires um vazio na alma,
quando acreditares que ainda te está a faltar algo,
mesmo tendo tudo,
remete o teu pensamento para os teus desejos mais íntimos
e busca a divindade que existe em ti.

Pára de, a cada dia, colocares a tua felicidade mais distante.

Não coloques objectivos longe demais das tuas mãos;
abraça os que estão hoje ao teu alcance .

Se andas desesperado com problemas financeiros,
amorosos ou de relacionamentos familiares,
busca no teu interior a resposta para te acalmares.

És o reflexo do que pensas diariamente.

Pára de pensar mal de ti,
e sê o teu melhor amigo... sempre.

Sorrir significa aprovar,
aceitar,
felicitar.
Então abre um sorriso e aprova o que o mundo que te quer oferecer de melhor.

Com um sorriso no rosto as pessoas terão de ti as melhores impressões,
e estarás a dizer a ti mesmo,
que estás "pronto" para ser feliz.

Trabalha,
trabalha muito a teu favor.

Pára de esperar a felicidade sem esforços.

Pára de exigir das pessoas aquilo que nem tu conquistaste ainda.

Critica menos,
trabalha mais.

E não te esqueças nunca de agradecer.
Agradece tudo que está na tua vida neste momento,
inclusive a dor .

A nossa compreensão do universo ainda é muito pequena
para julgar o que quer que seja da nossa vida.

Por fim,
acredita que não estaremos sozinhos nas nossas caminhadas,
um instante sequer,

se nossos passos forem dados em busca de justiça e igualdade!!!

"A grandeza não consiste em receber honras, mas em merecê-las."


4 comments:

António said...

"... não estaremos sozinhos nas nossas caminhadas,
um instante sequer,se nossos passos forem dados em busca de justiça e igualdade!!! "A grandeza não consiste em receber honras, mas em merecê-las."

Magnífica forma de terminar este texto. Obrigado pela colocação dele no teu blog, deste modo permites que o possamos ler. O grande problema mesmo é a busca da justiça... Continuo a achar que nada está tão bem distribuído no mundo como a razão... Afinal, todos estão plenamente convencidos que a têm...

Um abraço meu caro José Luís

Tó Martinho

FiringMushrooM said...

as honras recebidas dependem de quem as dá, nem sempre de quem as merece, portanto, antes merecê-las e não as receber, do que o contrário.

A propósito, estou a pensar aventurar-me com um blog, por isso criei um, passe por lá ;)

abraço

weee said...

"(...)
sê o teu melhor amigo... sempre.

(...)

Com um sorriso no rosto as pessoas terão de ti as melhores impressões,
e estarás a dizer a ti mesmo,
que estás "pronto" para ser feliz."

Nada poderia ser tão verdadeiro.
Se eu não sou a minha melhor amiga, então não tenho amigos e se os tenho... é porque realmente sou!
Eu sou feliz!

mch said...

Viva José Luís:

Blog forte. Histórias sentidas. Coração e Cabeça. Vim cá ter depois de mail de Luis Loia sobre como tudo é relativo .. tamanho dos astros...
um abraço