Friday, October 21, 2005

Donde brota o Sonho

Existe em todos os dias algo que nos fez pensar que nada nunca muda.

É um assalto de estagnação. Todas as conversas e pessoas nos soam estranhamente como que se já entranhadas em nós, não há novidade alguma, apenas uma repetição do já ora vivido.

É um tédio desgraçado, do qual só se sai com um tremendo esforço para descobrir algo de novo na paisagem cinzenta da nossa existência em dias como este.


Mas há, em dias iguais ao d'hoje, uma sensação única de suave conforto: a vida afinal não é lá grande coisa, pouco mais do que duas ou três colecções de postais de sentimentos que uma vez vividos tornarão a aparecer com a mesma injustiça que quem vê a recém-comprada carteira de cromos trazer apenas e tão-só... repetidos! O conforto advém da não necessidade de se ser algo mais, de não ter que romper cadeias que nos mantém longe dos céus da alegria de viver... afinal, isto é sempre a mesma coisa!

Contudo, esta ideia dolorosa de triste e bem calacada podridão faz nascer de si mesma uma imensa, e quasi divina, geração de sonhos e forças para que as tais belas-ideias se façam realidade.

Uma espécie de árvore que recolhe todas as suas energias dum solo composto de matérias inertes, amorfas e de natureza aparentemente estéril. Surgem assim os melhores dos meus sonhos... quando a realidade é pobre (e podre) nascem precisamente daí ideias de mundos mais harmoniosos, belos e propiciantes de felicidade. E, com os sonhos, tudo muda, de súbito surgem pontos fracos no cenário cinzento, quais estrelas num céu nublado... e sorrimos com a ideia clara de que somos precisos aqui para sofrer, sonhar e, enfim, para mudar tudo isto!

1 comment:

Beebusy said...

a vida passa-nos ao lado sem quase darmos por ela, tal não é a dormência em que vivemos. È tudo tão banal tão repetitivo, tão comandado que por vezes me apetece...não falar, não sorrir, não coexistir, atrevo-me mesmo a dizer...não viver, não existir...
No entanto há certos dias em que olho a lua de modo diferente, ou seja, dou por mim a observá-la atentamente pois ela transmite-me calma e de certa forma alarga os meus horizontes...faz-me sonhar e são esses sonhos que me dão um novo alento, que me fazem ver o mesmo céu de ontem de uma forma diferente amanhã...Realmente é "O sonho que comanda a vida!".
Deixem-se levar pelos vossos sonhos!!!
Corram atrás deles!!!
Nunca desistam!!!
Fiquem bem e sonhem sempre!!!