Friday, October 07, 2005

E o AMOR?

Sobre o Amor sempre me ocorre uma ideia que nasceu da contemplação de uma oração que tantas e tantas vezes rezei, ei-la:
Senhor Jesus
Ensinai-me a ser generoso
A servir-Vos como Vós o mereceis

A dar-me sem medida

A lutar sem cuidar das feridas
A trabalhar sem procurar descanso

A gastar-me sem esperar outra recompensa senão saber que faço a Vossa vontade Santa

Ámen


Ora, sempre vi em todas estas linhas uma espécie de concretizações de uma fórmula mais simples:
Ensinai-me a Amar.

E é sempre deste fluxo que emana do mais íntimo em direcção ao outro que se fala… cedo compreendi que o oposto ao amor não é, de forma alguma, o ódio.

É o egoísmo, por ser o movimento contrário – um fluxo de absorção.


Amar é dar, não dar isto ou aquilo – dar o que sou, ser para dar.

Se me dou constituo o outro, da mesma forma que sou um resultado da fusão de muitos amores que me tiveram como alvo/receptáculo.


Não morro tão cedo, porque para morrer por completo teriam de desaparecer todos quantos já amei… afinal não morreram todos quantos me morreram, porque vivem em mim – deram-se-me.


Obrigado a todos quantos sou.

4 comments:

Flávia said...

Essas palavras lembraram-me uma das suas aulas, uma em que nos falou do amor. Talvez a necessidade de amar tanta gente esteja relacionada com o medo de acabar, o medo de acabarmos e de ninguém querer saber. Nós vamos morrer e o mundo não vai parar e essa é uma verdade que nos choca quando temos 14, 15 anos. O meu espanto em relação a essa verdade vai diminuindo e vou-me acostumando à ideia. Estou, de facto, a ficar velha. Não sei se tudo isto estará relacionado com o que escreveu. Na minha cabeça está!

Um beijinho e welcome back!

Françana said...

desculpe là estar aqui a fazer uma intrusão, mas vi o seu post no Arrumàrio e tive curiosidade de vêr o seu blog. Gostei.
Essa oração também a disse muitas vezes... Ainda é uma que digo de vez em quando...
Aqui fica um abraço escuta.
Continue sempre.

marta said...

" A única preparação para amanhã é o uso correcto do hoje." Garl E. Brand

"Quem decide pode errar.
Quem não decide já errou."

Num mundo tão cheio de desafios, altos e baixos, existem pessoas que partilham pensamentos e vivências.

Essa é a riqueza. O Amor é "fogo que arde sem se ver" mas que se manifesta. Quando existe Amor, um bem querer, fica um pouco de nós no outro e o outro fica em nós para sempre.

Continua nesse caminho onde tantos contigo partilham a vontade de crescer.

bem haja,

com care,

marta

Anonymous said...

...bom demais para ser verdade...estamos em 2012, passei por aqui agora e constato que algumas convicções a propósito já vêm de longe...:-)
alfa